BARÃO VERMELHO

 

 

 

1234

Malandragem (Cássia Eller)

Será (Legião Urbana, Skank, Kid Abelha)

Brasil (Titãs, Paralamas do Sucesso)

A chave da porta da frente

A máquina de escrever

A noite não acabou

A voz da chuva

Amor de irmão

Amor, meu grande amor

Azul azulão

Baby suporte

Bagatelas

Beijos de arame farpado

Bete balanço

Bicho humano

Bilhetinho azul

Billy negão

Blues do abandono

Blues do iniciante

Bumerangue blues

Cara a cara

Carente profissional

Carnaval

Carne crua

Carne de pescoço

Cena de cinema

Certo dia na cidade

Cidade fria

Cigarro aceso no barco

Codinome beija-flor

Comendo vidro

Como um furacão

Completamente nova

Conto de fadas

Contravenção

Copacabana

Cuidado

Daqui por diante

Declare guerra

Desabrigado

Dignidade

Dolorosa

Down em mim

Eclipse oculto

Embriague-se

Enquanto ela não chegar

Estranho exemplo

Eu queria ter uma bomba

Eu to feliz

Fios elétricos

Flores do mal

Fogo de palha

Fúria e folia

Guarda essa canção

Iceberg

Invejo os bichos

Jardins da Babilônia

Largado no mundo

Lente

Linda e burra

Maior abandonado

Maioridade

Mais perto do sol

Mal nenhum

Malandragem dá um tempo

Manhã sem sono

Marcas no pescoço

Me acalmo, me desespero

Menina mimada

Meus bons amigos

Milagres

Na calada da noite

Não amo ninguém

Não há dinheiro que pague

Não me acabo

Não me fuja pelas mãos

Não quero seu perdão

Narciso

No topo do mundo

Nós

Nunca existiu pecado

O dia em que você me salvou

O inferno é aqui

O invisível

O nosso mundo

O poeta está vivo

O que a gente quiser

O que você faz a noite

O sono vem

O tempo não para

Odeio-te, meu amor

Pedra, flor e espinho

Pense e dance

Perdidos na selva

Pergunte ao tio José

Política voz

Ponto fraco

Por aí

Por quê a gente é assim

Por você

Portos livres

Posando de star

Pra toda a vida

Presente ordinário

Pro dia nascer feliz

Puro êxtase

Quando

Quando o sol bater na janela do seu quarto

Quando você não está por perto

Que o Deus venha

Quem me escuta

Quem me olha só

Quem você pensa que é

Rock da descerebração

Rock do cachorro morto

Rock do vapor

Rock n' geral

Satisfaction

Seco

Selvagem

Sem dó

Sem vergonha

Seremos macacos outra vez

Só as mães são felizes

Só o tempo

Só pra variar

Sombras no escuro

Sonhos pra voar

Sonhos que dinheiro nenhum compra

Sub-produto do rock

Supermercados da vida

Ta difícil de aturar

Tão inconveniente

Tão longe de tudo

Tente outra vez

Todo o amor que houver nessa vida

Torre de Babel

Tua canção

Um dia na vida

Um índio

Vale quanto pesa

Vem comigo

Vem quente que eu estou fervendo

Vida frágil

Você se parece com todo mundo

Vou correndo até você

 

 

                                                

- Coloque aqui sua mensagem. -